Indicação de livro: o pior emprego do mundo

 

O jornalista Thomas Traumann traz em O pior emprego do mundo um relato de bastidores do Ministério da Fazenda brasileiro a partir de entrevistas com os principais protagonistas de nossa macroeconomia desde os anos 1970 até 2018.

Importante ressaltar que este não é um livro técnico, e os eventos não são narrados com detalhes suficientes para seu pleno entendimento. Ainda assim, é uma leitura interessante enquanto obra complementar, porque mostra bem algumas motivações e eventos que ocorreram em paralelo ao que vemos em aulas de economia. Ou seja, conta as histórias que a literatura técnica de economia brasileira contemporânea não costuma incluir. Continuar lendo Indicação de livro: o pior emprego do mundo

Capacidade de condução de corrente elétrica em instalações residenciais

A capacidade de condução de corrente elétrica, em Ampères (A), para cabos de cobre unipolares com isolação em PVC (até 70 graus Celsius) é dada pela Norma Técnica ABNT NBR 5410:2004 – Instalações Elétricas de Baixa Tensão, e costuma ser reproduzido pelos fabricantes em seus materiais publicitários de divulgação de produtos.

Toda informação apresentada aqui não elimina a necessidade de leitura da Norma Técnica na íntegra, a qual pode sofrer alterações posteriores a esta publicação.

Apresentamos aqui o tipo de instalação mais comum em residências unifamiliares: condutores isolados ou cabos unipolares em eletroduto corrugado de seção circular embutido em alvenaria (método de referência B1), observada a ocupação máxima da seção do eletroduto conforme Norma Técnica.

Apresentaremos abaixo o par composto por seção nominal do condutor, em mm2, e a capacidade máxima de condução de corrente elétrica em Ampères (A). Apresentamos apenas os condutores mais comuns, lembrando que o condutor de 1,5mm2 só deve ser usado para circuitos de iluminação, independentemente da corrente elétrica dimensionada nos demais circuitos. Qualquer circuito com qualquer componente diferente de iluminação em residências unifamiliares deveria usar a seção mínima de 2,5mm2. Continuar lendo Capacidade de condução de corrente elétrica em instalações residenciais

Ferramentas para arquitetura e BIM em dispositivos Apple

Algumas pessoas me perguntam sobre a melhor configuração de Apple Mac para rodar ferramentas BIM, se o MacBook Air seria suficiente, por exemplo. A resposta depende de como você usa as ferramentas BIM (ou outras ferramentas para projetos de arquitetura). Eu, por exemplo, uso ArchiCAD tranquilamente num MacBook Air 2017, configuração mínima de fábrica.

Porém, minha utilização vai até o 3D básico para apresentação do projeto. Se você trabalha com animações sobre maquetes eletrônicas ou renderização em ultra-realismo, seria melhor usar um MacBook Pro, por exemplo.

Mas, antes de gastar tubos de dinheiro num Mac (sim, eu sei, é caro), considere também outras possibilidades. Um dispositivo que tem me surpreendido a cada dia pelo desempenho é o iPad (uso um iPad Air 3a. geração, nem está mais à venda no site da Apple). Continuar lendo Ferramentas para arquitetura e BIM em dispositivos Apple

Como fazer mapa temático de contagem de pontos por distritos no QGIS (vídeo 2)

Olá, pessoal.

Nesse novo vídeo, explicamos como fazer um mapa temático com a contagem de pontos no QGIS, usando como referência polígonos de outra camada (em nosso exemplo, distritos municipais).

Mostramos como usar uma ferramenta simples de contagem de pontos, como apresentar cores diferentes em degradê para mostrar distritos com maior ou menor número de pontos, mudando as propriedades da camada.

A construção de exemplo foi feita a partir de pontos importados do Excel (veja nosso vídeo anterior) e usando camadas oriundas de uma união (join, também do vídeo anterior). O exemplo dado foi feito com localização de escritórios de arquitetura e urbanismo no município de São Paulo (SP).

https://youtu.be/qROCQUyAk7w

Sucesso!

RT

Tutorial básico de QGIS (vídeo)

Introdução ao QGIS, tutorial básico e rápido, comandos básicos.

Este vídeo rápido e objetivo mostra como criar um novo projeto no QGIS, software gratuito de geoprocessamento, importando um arquivo fornecido pela prefeitura de São Paulo, ajustando o DATUM de SAD69 para WGS 84.

Depois, explica como importar dados de um arquivo do Excel, como capturar coordenadas pelo Google Maps. Por fim, mostra como unir essas informações em um mapa georreferenciado, a partir do qual podemos fazer inúmeras análises e trabalhar com as ferramentas mais úteis e poderosas de geoprocessamento.

 


https://youtu.be/5Wr3lZXZRpA