Cenário do mercado imobiliário para 2019

Observando o comportamento das variáveis com maior influência sobre o fenômeno estudado – histórico, tendências, análise qualitativa, opiniões de especialistas – montamos aqui um panorama de cenários possíveis para o mercado imobiliário brasileiro em 2019. Não é adivinhação, e sim a preparação para o que tende a ocorrer. Essencial para a sobrevivência em nosso mercado pouco amistoso ao investidor.

Assim sendo, trazemos aqui um resumo de indicadores atuais para o mercado imobiliário, todos dados públicos e sistematizados por organizações envolvidas e comprometidas com nosso setor de atuação.

Continuar lendo

[e] Motivação

O conceito indica causas (motivos) que produzem um determinado comportamento. Possui três propriedades:

  • direção (objetivo do comportamento)
  • intensidade (magnitude da motivação)
  • permanência (duração da motivação)

A motivação é sempre específica, para um determinado objetivo. Estar motivado para alguma coisa não significa estar motivado de forma geral, incluindo outras.
Existem dois grandes grupos de teorias sobre motivação: as teorias de processo, que explicam o funcionamento de mecanismos da motivação, e as teorias de conteúdo, que explicam motivos específicos que fazem o ser humano agir. As principais teorias de processo são: Continuar lendo

Preço dos imóveis: aconteceu o que prevíamos

Diversas vezes neste blog, desde 2014, falamos sobre preços de imóveis, sempre reafirmando que em nenhum momento visualizamos queda nominal significativa nos preços. E o que aconteceu foi justamente isso: apesar da crise econômica, queda na renda, desemprego, redução na velocidade de vendas, baixa absorção e altos estoques residenciais, tirando um ou outro caso pontual, o preço dos imóveis, em termos nominais não caiu nem 5% e permanece praticamente estável desde junho de 2015.

Mas isso não significa que não tenha havido queda real – muito pelo contrário: com o IPCA flertando com a inflação de 2 dígitos ao ano, a queda do poder de compra da moeda não foi nada desprezível. Se compararmos com a queda na renda das famílias então, veremos que a queda real no valor dos imóveis está em sua plenitude. Continuar lendo

Por que não há bolha imobiliária no Brasil?

Quando o nível de preços de um determinado mercado sobe por um período de tempo até um ponto em que despenca repentinamente, em geral é resultado de especulação sobre um conjunto de ativos que o precificou muito acima de seu real valor de mercado. Isto é uma bolha.

Alguém disse, há um tempo, que o Brasil viveu uma “bolha de queda suave”. Você já viu uma bolha de sabão desinflar? Este comportamento não é de bolha. No caso de nosso mercado imobiliário isto acontece principalmente por dois motivos: Continuar lendo