O que é um imóvel tombado?

Imóvel tombado é aquele que guarda algum tipo de valor cultural para uma determinada comunidade, e por isso foi protegido através da ação de um conselho de proteção do patrimônio. Estes conselhos costumam ser paritários, e podem ser da esfera federal (IPHAN), estadual (por exemplo, em São Paulo, é o Condephaat) ou municipal.

Ser paritário significa que são compostos meio a meio: metade são membros do Poder Público e a outra metade é composta pela sociedade civil (qualquer cidadão ou entidade legítima com interesse no assunto dentro daquela comunidade pode participar). Estes conselhos votam os pedidos de tombamento, e se dá empate (já que os conselhos costumam ser 50/50), o voto de minerva é, via de regra, do presidente do conselho (escolhido internamente entre os membros titulares).

Uma curiosidade que pouca gente sabe é que estes conselhos normalmente são impedidos de pedir o tombamento de qualquer bem, obviamente dependendo de seu regulamento ou estatuto. O pedido tem que ser feito por qualquer cidadão externo ao conselho, mas que faça parte da comunidade à qual o conselho se refere (a cidade, o estado ou todo o país, conforme o conselho). Isto ocorre para dar maior legitimidade e transparência ao processo de tombamento.

Mas por que um bem deveria ou não ser tombado? Por quais motivos seria tomada esta decisão? Continuar lendo

Calculadora do cidadão

O Banco Central do Brasil (Bacen) disponibilizou uma interessante ferramenta para atualização monetária, utilizando diversos índices de preços e de remuneração do capital. Vale a pena consultar:

Calculadora do cidadão

https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/exibirFormCorrecaoValores.do?method=exibirFormCorrecaoValores&aba=1

 

 

 

 

A terra da penúria


Repare bem nesta foto. À primeira vista pode parecer que não, mas ela diz muito sobre o seu desconforto diário. Este é o edifício do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, em São Paulo. Mas poderia ser em qualquer lugar do Brasil.

Existem dois usos coexistindo aí: conjuntos comerciais (escritórios, consultórios, etc.) e residências. Agora olhe com cuidado para a foto novamente e veja se consegue ver a divisão entre os dois usos. Continuar lendo

Novo livro: avaliação de empreendimentos pelo método da renda

41Yy+KrRqjL

A atividade que melhor remunera os avaliadores de imóveis, e um dos melhores honorários para arquitetos, urbanistas e engenheiros ganha agora um guia completo e de fácil entendimento. O autor destrincha a complexidade da avaliação de empreendimentos de base imobiliária pelo método da capitalização da renda (avaliação econômica) de forma tranquila e numa linguagem acessível a avaliadores, gestores, investidores, estudantes, pesquisadores, profissionais do ramo imobiliário e demais interessados no assunto. Continuar lendo

Livro de administração do escritório de arquitetura em promoção

Queridos amigos leitores,

O livro digital Introdução à administração do escritório de arquitetura está em promoção na Amazon.com.br: você tem R$ 10 de desconto até às 23h59min do dia 25 de dezembro para compras no site.

Para isso, basta inserir o cupom PRESENTE10 antes de fechar a compra.

Abraços!

RT

47.598,07

Você já sabe: compre ao som dos canhões, venda ao dos violinos. E o Ibovespa chegou ao fundo de um abismo (e pode cair mais ainda quando a tia Janet Yellen acender o pavio).

Não acredita que é hora de comprar? Acha que sou louco? Então anote esse número aí em cima: o Ibovespa no momento em que escrevo. Se você não tiver ganhos reais em dois anos, pode me dar uma bronca pública aqui neste blog.

(Mas esta é só minha opinião. Se você tiver perdas, não tenho nada com isso. Afinal, se acredito na fezinha da mega sena, porque não me resguardar do Apocalipse?)

 

 

Atualização de 13 de janeiro de 2016

Se 47 mil pontos era barato, o que dizer de 40 mil? Não vai ser logo, talvez só depois da gestão Dilma acabar.

Mas que vai subir, vai.