Livros

Estudo de viabilidade econômica de empreendimentos imobiliários – Segunda Edição

viabilidade

Esta segunda edição do livro mais vendido sobre o assunto traz, além de todo o material original revisado e ampliado, o dobro do material publicado na edição anterior, incluindo conceitos de criação de valor econômico, como EVA, MVA, Goodwill, métricas de aferição por fluxo de caixa, e apresenta o conceito de Project Finance e a norma técnica brasileira (ABNT NBR) pertinente. Continuar lendo Livros

Edifício Altino Arantes, São Paulo – SP

IMG_0175

A arquitetura como fortalecimento de marca: Edifício Altino Arantes, no centro de São Paulo, SP. Mas você o conhece por outro nome, certo?

Quais áreas entram no quadro NBR 12721?

A função dos quadros de áreas e cálculo de área equivalente pela NBR 12721 é evidenciar o custo do empreendimento. Toda a área que teve custo de execução perceptível entra no quadro. Mas não entra em Continuar lendo Quais áreas entram no quadro NBR 12721?

Os três pilares da Burocracia de Weber

Vale a pena lembrar: Max Weber definiu a organização burocrática sobre três pilares.

  1. Formalismo: a organização deve ter regras formais que definem ações e atitudes corporativas.
  2. Profissionalismo: a organização deve ser operada por quem trabalha por ofício, mediante remuneração proporcional à riqueza criada (valor adicionado). Relações informais não devem existir.
  3. Impessoalidade: o organização deve lidar com cada pessoa de acordo com seu mérito, competências, habilidades e atitudes. Exames, concursos e diplomas são base para a admissão e a promoção.

Continuar lendo Os três pilares da Burocracia de Weber

Princípios da administração, de Henri Fayol (1841-1925)

Vale a pena lembrar.

1. Divisão do trabalho: dividir em tarefas especializadas para indivíduos específicos.
2. Autoridade e responsabilidade: poder de dar ordens e dever de prestar contas.
3. Disciplina: tornar as expectativas claras para poder punir as violações.
4. Unidade de comando: cada agente, para realizar cada ação, só pode receber ordens de um único gestor.
5. Unidade de direção: esforços de todos devem ser convergentes para os objetivos da organização.
6. Subordinação do interesse particular ao interesse geral.
7. Remuneração justa do pessoal. Continuar lendo Princípios da administração, de Henri Fayol (1841-1925)