[e] O que foi o movimento da administração científica?

Frederick Winslow Taylor, nome mais destacado deste movimento, ingressou na Midvale Steel em 1878, onde observou problemas das operações fabris (presentes em várias organizações até os dias de hoje), como: falta de divisão clara da divisão de responsabilidades da administração com o trabalhador; ausência de incentivos para melhorar o desempenho; trabalhadores não cumprindo com suas responsabilidades; decisões baseadas em intuição e palpite; falta de integração entre departamentos; operários despreparados para execução de tarefas exigidas; ignorância sobre os benefícios da excelência de desempenho, conflitos entre capatazes e empregados sobre o volume de produção.

A partir de suas observações, desenvolveu um sistema de administração de tarefas que mais tarde ficou conhecido como sistema Taylor, taylorismo e, depois, administração científica. O principal motivo do estudo dos tempos foi a busca da precisão para definir o valor dos salários. Posteriormente, percebeu-se seu valor intrínseco de permitir o aprimoramento do trabalho operacional através da racionalização de movimentos.
Na segunda fase do movimento, a ênfase se desloca da produtividade do trabalhador para o aprimoramento dos métodos de trabalho. Naquele momento, Taylor apresentou seus princípios da administração de uma empresa:

  1. Seleção e treinamento de pessoal
  2. Salários altos e custos baixos de produção
  3. Identificação da melhor maneira de executar tarefas
  4. Cooperação entre administração e trabalhadores

Continue lendo “[e] O que foi o movimento da administração científica?”

Sugestão de otimização do transporte sobre trilhos em São Paulo SP

Existe uma possível intervenção simples, de baixo custo, que não envolve instalação de trilhos e poderia otimizar os sistemas integrados (Metrô, Via 4 e CPTM) na capital paulista: uma conexão de pedestres entre as estações Luz (Linhas 1, 4, 7, 10, 11) e Júlio Prestes (Linha 8, com fácil acesso às linhas 7 e 9).

luz

A distância entre as duas plataformas é de apenas 443 metros, e um túnel (ou passarela aérea) de ligação entre ambas ainda poderia fornecer acesso à Sala São Paulo, cujo edifício está entre ambas.

Atualmente, o fluxo de pessoas que se deslocam para o centro da capital dos municípios a oeste da capital (Jandira, Carapicuíba, Cotia, Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba – estes últimos incluem importantes centros do setor terciário avançado em Alphaville e Tamboré) precisam fazer uma baldeação na estação Barra Funda, com duas opções: Continue lendo “Sugestão de otimização do transporte sobre trilhos em São Paulo SP”

Projeto de arquitetura: aula de método

Uma vez alguém escreveu em minha faculdade que aquele lugar era como criação extensiva de gado: solta o boi no pasto e o que voltar é lucro. Não questiono que o aprendizado de uma habilidade tácita como o projeto de arquitetura seja melhor aprendido com a prática – e quanto mais, melhor. O bom arquiteto costuma ter alta quilometragem de projetos. Mas nunca encontrei, durante a graduação, uma discussão sobre o método de projeto.

Foi apenas em 2003, durante o mestrado, que tive a oportunidade de Continue lendo “Projeto de arquitetura: aula de método”

Código de Defesa do Contribuinte

Quando o Código de Defesa Do Consumidor entrou em vigor, as empresas respeitavam muito menos os consumidores. Hoje, ainda que com alguns problemas, o respeito pelo consumidor já é muito maior.

Agora falta um Código de Defesa do Contribuinte, para que o governo brasileiro passe a respeitar melhor seus cidadãos. Afinal, nosso Estado é a organização que mais recebe dinheiro nosso (40% de nossos rendimentos!!!). Em contrapartida, temos péssimos serviços públicos, quase nenhum apoio ao empreendedorismo, uma estrutura pública atrasada e ineficiente.

Precisamos de um fórum efetivo para nossas reclamações contra um governo inoperante, talvez através do Ministério Público.

Movimento pelo teto de renda para pessoa física

por Ricardo Trevisan

Falar que nossa desigualdade de renda é elevada chega a ser um eufemismo. Segundo o segundo dados do último Relatório de Desenvolvimento Humano do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), entre 124 países para os quais há informações, o Brasil está na oitava pior colocação.

Desigualdade Social

Quer mais informações? A internet está cheia delas, mas o que não tenho visto são as propostas para solucionar o problema. Então eu lanço uma. O estabelecimento de um teto de rendimento mensal para pessoas físicas. O que passasse disso teria IR de 100% (sim, confisco mesmo). Este dinheiro poderia por exemplo servir para Continue lendo “Movimento pelo teto de renda para pessoa física”