Chicago para arquitetos

Field-Millenium

Uma das mecas da arquitetura, Chicago é destino obrigatório nos EUA. Além da arquitetura, oferece boa cerveja e comida, ótimo blues e incrível coleção de arte. Recomendo começar a visita pelo Chicago Architecture Foundation (South Michigan Ave. x East Jackson Boulevard, bem em frente ao Art Institute of Chicago). A fundação tem uma maqueta volumétrica da cidade no piso térreo e voluntários para contar sua história a qualquer interessado. Diga ao voluntário que você é arquiteto(a), e ganhará a versão premium da explanação. Nada muito aprofundado, mas vai esclarecer muita coisa, além de algumas boas dicas. Ah! Existe também ali dentro uma loja da Lego Architecture.

maqueta

Saindo do prédio do Architecture Foundation, você está de frente para o Millenium Park. Esse imenso aterro foi feito com o entulho do grande incêndio de 1871. Agora que você já viu a maquete, tem uma noção da cidade, a qual segue o padrão norte americano de concentrar a verticalização em regiões centrais (no caso de Chicago, no Loop). A partir do Millenium Park é possível Continue lendo “Chicago para arquitetos”

VBA™ para Excel™ 14: vetores e matrizes

(ver o anterior)

Finalmente chegamos ao nosso último post da série sobre VBA para Excel. Hoje falaremos sobre variáveis com mais de uma dimensão: vetores (composto linear de dados do mesmo tipo) e matrizes (composto bidimensional de dados do mesmo tipo). Um vetor é um conjunto de dados em sequência. O tamanho do vetor é o número de dados armazenados, e é definido da seguinte forma: Continue lendo “VBA™ para Excel™ 14: vetores e matrizes”

VBA™ para Excel™ 13: trabalhando com várias planilhas

(ver o anterior)

As referências a outras planilhas pelo VBA são feitas diretamente pelo nome de cada planilha. O arquivo de Excel normalmente já vem com três planilhas: Plan1, Plan2 e Plan3 (veja as abas abaixo da planilha).

Conforme vimos antes, as referências de células são feitas em ordem invertida em relação ao Excel. Por exemplo, a célula C4 no excel é descrita na forma Coluna (C), depois a Linha (4). No VBA, a mesma célula é descrita apenas numericamente (Coluna é descrita como 3, ao invés de C), e na ordem Linha, depois Coluna. Portanto, no VBA, a célula C4 é descrita como:

Cells(4,3)

Quando a referência for feita em relação a uma célula que está em outra planilha, segue o seguinte formato: Continue lendo “VBA™ para Excel™ 13: trabalhando com várias planilhas”

VBA™ para Excel™ 12: exemplos de funções, manipulação de strings

(ver o anterior)

Atendendo a pedidos, deixo aqui mais alguns exemplos de funções para Excel. Veja o post anterior sobre como escrever novas funções para o Excel.

O primeiro exemplo converte temperatura em graus Celsius (tempC) para graus Fahrenheit (tempF): Continue lendo “VBA™ para Excel™ 12: exemplos de funções, manipulação de strings”

VBA™ para Excel™ 11: como escrever novas funções para o Excel

(Ver o anterior)

Talvez você já tenha procurado por uma função do Excel e descoberto que ela não existe. Com o VBA é possível adicionar funções novas, específicas para nossas necessidades. Escrever uma função é parecido com escrever uma Sub (macro), e exige três partes: um cabeçalho com o nome da função e parâmetros; o corpo com as instruções; e o término.

O esquema básico é o seguinte:

Function <Nome da Função>(Parâmetro1 as <tipo>, Parâmetro2 as <tipo>) as <tipo>

<Corpo>

<Nome da Função> = <valor do retorno>

End Function Continue lendo “VBA™ para Excel™ 11: como escrever novas funções para o Excel”

VBA™ para Excel™ 10: busca linear cumulativa

(ver o anterior)

Continuaremos agora com o problema das buscas. Desta vez veremos como acumular valores em uma busca para verificar se uma quantidade mínima foi atingida. Utilizarei o mesmo exemplo dos dois tutoriais anteriores para facilitar a visualização.

Captura de tela 2013-11-17 às 11.53.10

Desta vez queremos conferir se a quantidade de projetos necessária foi prevista. Sabemos, no exemplo, que serão necessários 10 projetos (informado na célula G5). Veja a solução por acumulação: Continue lendo “VBA™ para Excel™ 10: busca linear cumulativa”

VBA™ para Excel™ 9: Busca, passagem, booleana – uma solução mais inteligente

(ver o anterior)

Continuaremos agora com a forma mais inteligente de resolver o problema da busca, conforme prometido. Para isso, utilizaremos as tais variáveis booleanas. Não se assuste com o nome, trata-se de uma variável simples que aceita apenas dois valores: verdadeiro (true) ou falso (false).

Vamos utilizar o problema anterior, alterando apenas o indicador para uma variável que chamaremos “Achou”. Enquanto a busca não encontrar nada ela será falsa (não achou). A partir do momento que encontrar, será verdadeira. Continue lendo “VBA™ para Excel™ 9: Busca, passagem, booleana – uma solução mais inteligente”

VBA™ para Excel™ 8: Busca e indicadores de passagem, variável booleana

(Ver o anterior)

Veremos a partir deste momento ferramentas muito úteis que já utilizei muito (e que me pouparam muito tempo). Talvez você não tenha visualizado a utilidade do VBA até aqui porque tudo o que fizemos até então poderia ser feito com funções simples do Excel. Prometo que isso vai mudar.

Calcula-se que mais de 80% do tempo de processamento de qualquer computador é utilizado apenas para buscas e ordenações. Busca é a atividade de localizar algo em uma lista, e ordenação, colocar este algo numa ordem desejada. Portanto, a construção racional dessas duas instruções otimizam a utilização do processador.

Apresentaremos primeiro uma forma mais intuitiva e menos inteligente para esta Sub, e depois como fazê-la racionalmente. Assim você perceberá melhor as sutilezas de como otimizar a programação em VBA.

Captura de tela 2013-11-16 às 22.31.34

Continue lendo “VBA™ para Excel™ 8: Busca e indicadores de passagem, variável booleana”

VBA™ para Excel™ 7: Strings (cadeia de caracteres)

(Ver o anterior)

O VBA trabalha com cadeias de caracteres (chamadas strings) utilizando o operador &. portanto, podemos manipular frases e pequenos textos no VBA, intercalando resultados de variáveis no meio. É uma ferramenta simples e muito útil no dia a dia.

Veja um exemplo:

Sub StringSimples()

Dim meses As Integer

meses = 12

Cells(1, 1) = “Faltam ” & meses & ” prestações”
‘atenção aos espaços entre os símbolos “&” e o nome da variável!

End Sub

Você logo vai perceber que a frase tem que ser construída dentro das aspas, inclusive os espaços. Por isso, veja que há um espaço entre a palavra Faltam e as aspas. O mesmo ocorre entre aspas e a palavra prestações.

A string é também um formato de variável, usada quando for necessário armazenar textos. Crie a variável de texto da seguinte forma:

Dim <Nome> as String

E pronto. O resto da Sub entenderá a variável textual e permitirá que você a apresente e manipule como quiser.

Até a próxima!

VBA™ para Excel™ 6: Constante (const)

(Ver o anterior)

Uma constante é uma variável que não permite alterações. Ela deve ser declarada antes da Sub, da seguinte forma:

Const <nome> = <valor>

Sub <nome da Sub>()

End Sub

A constante ajuda muito a visualizar o que está sendo operado, desde que seu nome seja significativo. Exemplo: imagine uma planilha financeira, onde na coluna C (para o VBA é 3) tenha a taxa (de juros, por exemplo). Toda vez que indicarmos essa coluna no VBA, temos que dizer o valor. A célula da 10a linha da taxa é: Continue lendo “VBA™ para Excel™ 6: Constante (const)”