Diretrizes para projetos de aquários


Aquário de Monterey, Califórnia, EUA

Aquário de Monterey, Califórnia, EUA

Existem dois grandes grupos genéricos de aquários no mundo atual:

  • aqueles que possuem atrativos turísticos fortes, suficientes para gerar receita a uma organização de pesquisa ou filantrópica que o mantém tecnicamente;
  • aqueles financeiramente mantidos ou subsidiados por organizações de pesquisa ou filantrópicas que também fornecem os subsídios técnicos para sua existência.

Ou seja, do ponto de vista projetual, fica evidente que o um aquário engloba pelo menos dois núcleos: um salão expositivo para o público e um centro técnico.

O aquário em si precisa ter um direcionamento filosófico global antes do programa de necessidades ser levantado, principalmente do tipo de água a apresentar, cada tipo com seu próprio bioma:

  1. Água doce
  2. Água salgada polar
  3. Água salgada temperada
  4. Água salgada tropical

Cada bioma possui um equilíbrio próprio, e o contato com outro bioma pode causar graves desequilíbrios em sistemas fechados e pequenos, como ocorre em aquários expositivos. por isso, toda a área técnica de cada bioma deve ser absolutamente isolada dos demais. Por exemplo, um aquário que tenha águas temperadas e tropicais precisa ter duas áreas técnicas isoladas, uma para cada temperatura de água.

Além dos principais tanques de exposição, cada sistema precisa também de pelo menos dois tanques auxiliares:

  • tanque de quarentena, onde se verifica se uma nova espécie a ser introduzida não trará risco biológico ao sistema
  • tanque de tratamento, onde se isolam indivíduos doentes para tratamento, protegendo o restante do sistema

Durante o desenvolvimento de meu TFG, tive a sorte de poder contar com a consultoria do especialista Sérgio Teixeira de Castro, do Instituto Oceanográfico da USP. Suas pesquisas e experiência profissional lhe mostraram que o projeto de arquitetura de um aquário precisa respeitar três regras básicas:

  1. Não ter ventilação cruzada na área de exposições. Não se sabe o motivo exato do fenômeno, mas é fato que a circulação cruzada está associada à presença de indivíduos doentes no sistema;
  2. Criar o mínimo possível de ângulos agudos nos tanques. Cantos com pouca circulação de água acumulam bactérias que prejudicam a vida no tanque. Prefira curvas ou chanfros nos cantos. Jamais utilizar ângulos inferiores a 90 graus no interior dos tanques;
  3. Respeitar a luminosidade do ambiente natural da espécie. Por exemplo, biomas de água doce podem ter maior luminosidade em certos casos, mas espécies marinhas costumam viver melhor na penumbra. Lembre-se que no oceano não há luz abaixo de 200 metros de profundidade;

Todo o aquário precisa produzir seu próprio alimento, e isso é feito no centro de apoio técnico, assim como a produção de cenários (mesmo que naturais e vivos).

Mamíferos em aquários fechados sofrem muito com o cativeiro, e sua longevidade pode ser reduzida em até 80% para algumas espécies, mesmo em aquários grandes e com outros indivíduos. O correto seria não manter mamíferos em aquários fechados.

Para a melhor ambientação, o ideal é captar água diretamente de seu habitat natural. Ou seja, aquários marinhos devem preferir utilizar água do mar (por isso costumam estar localizados na orla). Mas esta água precisa ser tratada em algumas etapas básicas:

  • Filtragem mecânica (peneiras);
  • Eliminação de material vivo por raios ultravioletas (filtro biológico);
  • Tratamento químico (eliminação de poluentes);
  • Correção de pH e salinidade (segundo tratamento químico);
  • Regulação de temperatura;
  • Envio ao sistema (bombeamento).

A água precisa ser constantemente renovada, assim como o ar que respiramos.

A alimentação pode ser feita por mergulhadores como parte do espetáculo aos visitantes. Mesmo que não haja mergulhadores, a circulação de bastidores também precisa ser isolada por tipo de água.

Lembre-se que precisa haver também acesso técnico para a chegada de indivíduos ou de material vivo para os laboratórios.

Esse post foi publicado em administração, Arquitetura, desenhos, dicas, jobs, textos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s