Princípios do Equador

Princípios do Equador são critérios mínimos quanto aos aspectos socioambientais do projeto para que o crédito seja concedido. Surgiu em outubro de 2002, num encontro promovido pelo International Finance Corporation (IFC) e o banco holandês ABN Amro, em Londres, no qual foram discutidas experiências de investimentos em alguns mercados emergentes nos quais questões sociais e ambientais não contaram com legislação rígida de proteção.

Em 2003, foram lançadas as regras dos Princípios do Equador na sua política de concessão de crédito, estabelecidas pelos dez dos maiores bancos no financiamento internacional de projetos, responsáveis por mais de 30% do total de investimentos em todo o mundo.

  • Princípio 1 – Análise e Categorização
  • Princípio 2 – Avaliação Socioambiental
  • Princípio 3 – Padrões Sociais e Ambientais Aplicáveis
  • Princípio 4 – Sistema de Gestão Socioambiental e Plano de Ação dos PE
  • Princípio 5 – Engajamento das Partes Interessadas
  • Princípio 6 – Mecanismo de Recebimento de Reclamações
  • Princípio 7 – Análise Independente
  • Princípio 8 – Compromissos Contratuais
  • Princípio 9 – Monitoramento Independente e Divulgação de Informações
  • Princípio 10 – Divulgação de Informações e Transparência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.