Produzo ou terceirizo?

Uma das primeiras decisões que a empresa precisa tomar a respeito de qualquer atividade é se vai produzir (ela própria executar) ou comprar (terceirizar, quando dependeria de outra empresa independente para executar a atividade, talvez sob contrato).

Entretanto, estes são dois extremos de um continuum de possibilidades de integração vertical, onde há, entre os extremos, algumas possibilidades intermediárias: vizinho a “produzir”, existe a possibilidade de delegar parte ou toda a produção a subsidiárias; e vizinho a “comprar”, empresas de mercado podem unir interesses contratualmente por vários anos; e, no centro, estão as joint ventures e alianças estratégicas, onde duas ou mais empresas criam uma entidade independente formada por recursos de ambas.

Razões para comprar:

  • Benefícios tangíveis do uso do mercado: tirar vantagem de economias de escala e economias de aprendizagem (localizadas em terceiros)
  • Fundamentos econômicos dos contratos: estes especificam claramente as responsabilidades de cada parte e as consequências se cada uma das partes não cumprir com sua obrigação
  • Contrato completo que elimina o comportamento oportunista. Três fatores costumam impedir a contratação completa: a) racionalidade limitada das partes, b) dificuldades em especificar ou mensurar o desempenho, e c) informações assimétricas entre as partes
  • Coordenação dos fluxos de produção através da cadeia vertical, como o ajuste de tempo, ou o ajuste de sequência

Razões para produzir, entre aqueles aplicáveis à prestação de serviços:

  • Evitar o vazamento de informações privativas
  • Evitar o custo das transações
  • Evitar os custos de ativos específicos de relacionamento (relationship-specific assets), os investimentos feitos para apoiar uma transação comercial, que não podem ser utilizados em outra transação específica sem algum sacrifício de produtividade. O mercado imobiliário é repleto destes ativos, em especial em sua primeira forma: a especificidade de localização. Mas também contém as outras três formas, a especificidade de ativo físico (por exemplo, um projeto especialmente moldado para uma transação comercial), a especificidade de ativos dedicados (um investimento feito para satisfazer um cliente específico) e a especificidade de ativo humano (pessoas com conhecimentos, habilidades e informações que são mais valiosos dentro de uma transação comercial específica que fora dela)
  • O problema da apropriação: quando participantes autônomos trocam bens (ou serviços) sem acordos formais visando uma continuidade do relacionamento no futuro. Isso aumenta o custo da transação de quatro maneiras: a) as negociações de contratos ficam mais difíceis, e as renegociações, mais frequentes; b) ocorrem investimentos para melhorar ex post posições de barganha; c) desconfiança entre as partes; d) investimentos reduzidos em ativos específicos de relacionamento.

Diversificação

Os motivos para a diversificação são basicamente dois:

  1. Beneficiar a empresa aumentando sua eficiência, através de economias de escala e de escopo, reduzindo custos de transação e utilizando melhor o mercado de capitais internos à empresa, por exemplo
  2. Os proprietários da empresa não decidem diretamente diversificar, pode refletir as preferências dos gerentes (conflito de agência).

A diversificação pode, por outro lado, incorrer em custos potenciais:

  1. Pode gerar custos de influência substanciais, quando intermediações internas (internal lobbying) podem tornar a alocação de recursos ineficiente
  2. Custos dos sistemas de controle para recompensar os responsáveis de forma vinculada às unidades de negócios
  3. Há evidências recentes demonstrando que mercados internos de capital podem não funcionar muito bem na prática.

Para se aprofundar neste assunto, recomendamos o livro A economia da estratégia, de Besanko, Dranove, Shanley e Shaeffer.

51SPhVfaHHL._SX373_BO1,204,203,200_

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.