Adeus, notebook?

Talvez estejamos vivendo um novo momento tecnológico que marca o fim do auge dos computadores portáteis (os notebooks). Durante os anos 1990 vimos o ambiente corporativo absorver os computadores de mesa (desktops). Os anos 2000 vieram com a internet de amplo acesso, e mais ao final daquela década e durante a década seguinte (de 2010) vimos a popularização dos notebooks, que se tornaram mais leves e portáteis. Visitando a cidade de Nova York em maio do presente ano de 2019, observei que o mercado norte-americano de TI mudou bastante em pouco mais de 4 anos (estive por lá no final de 2014 pela última vez). A anterior onipresença de notebooks em cafés, ruas e transporte público foi substituída por uma invasão de tablets para fins profissionais.

Pensando bem, grande parte do trabalho humano em ambientes corporativos atuais se desenvolve basicamente em ambientes de comunicação acompanhado de um ou outro aplicativo básico de suporte (planilhas eletrônicas, apresentações de slides, aplicativos próprios da corporação, etc.). Pensando nisso, e considerando que o custo de um tablet (mesmo com o teclado incluído) é significativamente inferior ao de um notebook convencional, faz sentido a substituição.

Ainda considerando o aspecto de custo, também é notável que um tablet de primeira linha acaba sendo mais econômico que um notebook médio. Com isso, o desempenho melhor traz melhor experiência do usuário, portanto contribui para melhor satisfação com o trabalho.

A título de exemplo, vejamos que de olho neste ambiente, a Apple, logo após o lançamento do novo iPad Pro, emendou também uma renovação de sua linha mais econômica (e igualmente leve e portátil) do iPad Air (agora em sua terceira geração). Com maior rapidez e interface similar à dos smartphones, os tablets conquistam com maior facilidade um espectro maior de pessoas, pois, além de ser familiar a pessoas da geração Z a idosos que já se ambientaram a algum sistema operacional de telefone celular, não sofre com tantas diferenças entre sistemas operacionais (Windows, Linux, MacOS), uma vez que a navegação entre sistemas operacionais de tablets é mais intuitiva e similar entre concorrentes.

9E019F43-95D9-4008-960F-957265F1D0EE

(Uma observação: este post foi totalmente desenvolvido em um tablet, sem nenhum contato com qualquer tipo de computador).

Uma resposta em “Adeus, notebook?

  1. Pingback: Apple anuncia sistema operacional exclusivo para iPad – Ricardo Trevisan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.