Uma empresa (quase) falida

O relato a seguir se passa nos Estados Unidos, em 1931. Mais detalhes podem ser obtidos no livro de Richard Tedlow New and Improved: The Story of Mass Marketing in America, New York, Basic Books, 1990.

Refrigerante

Havia, naquela época, um comportamento inegável da Coca-Cola em comprar concorrentes que poderiam ser ameaças potenciais. Uma determinada vez apareceu uma empresa à venda, em situação desesperada. Já havia pedido falência pela segunda vez em doze anos, e um tribunal chegou a dizer que aquilo era só o resto de uma corporação. A Coca-Cola obviamente recusou, pois não era uma ameaça e não havia interesse em comprar uma empresa praticamente falida.

A Coca-Cola vendia seu produto em garrafas com metade do volume de uma garrafa de cerveja, a 5 centavos. O desespero daquela indústria em reduzir custos a levou a utilizar garrafas de cerveja recicladas, e fixou o preço em 10 centavos, por ter o dobro da capacidade. Mais uma vez não deu certo.

Estavam prestes a desaparecer e, repare, em 1931 estavam em plena depressão econômica. Não havia muito mais a temer, então tomaram uma decisão impensável: passaram a vender o volume da garrafa de cerveja ao preço da garrafa de refrigerante, 5 centavos.

Foi uma estratégia espetacular para a realidade econômica do momento. As vendas dispararam, os lucros aumentaram para 2,1 milhões de dólares em 1936 e para 4,2 milhões de dólares em 1938. A empresa estava a salvo, e passou a ser uma ameaça à Coca-Cola. Esta tentou comprá-la, mas desta vez a indústria renascida não tinha motivos para vender.

Esta indústria existe até hoje.

Nós a conhecemos pelo nome de Pepsi.

Uma resposta em “Uma empresa (quase) falida

Deixe uma resposta para Evandro Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.