A força dos bancos públicos nas concessões de iluminação pública

Os bancos públicos atuantes na estruturação de projetos de PPP estão desempenhando papel relevante na transformação das realidades tecnológicas urbanas deste setor no país. Além de liderar o desbravamento de novos setores, a construção de desenhos e arranjos que garantam maior segurança jurídica às licitações e aos contratos, e exigir a adoção de melhores práticas socioambientais, Estão também fazendo a diferença em termos de números quantitativos.

Exibimos abaixo a identificação dos projetos em desenvolvimento pelos bancos públicos na época da publicação de informações do setor pela ABCIP (2021) [1]:

BNDES

Porto Alegre

Teresina

Vila Velha

Macapá

Petrolina

Curitiba

Caruaru

Jaboatão dos Guararapes

 

CAIXA

Aracaju (SE) – Licitado em agosto de 2020

Feira de Santana (BA) – Licitado em agosto de 2020

Franco da Rocha (SP) – Licitado em agosto de 2020

Belém (PA) – Licitado em novembro de 2020

Sapucaia do Sul (RS) – Licitado em novembro de 2020

Campinas (SP) – Licitado em novembro de 2021

Patos de Minas (MG) – Licitado em dezembro de 2021

Cachoeiro de Itapemirim (ES)

Camaçari (BA)

Toledo (PR)

Corumbá (MS)

Crato (CE)

Barreiras (BA)

Valparaíso de Goiás (GO)

Nova Lima (MG)

Alagoinhas (BA)

Araçatuba (SP)

Ariquemes (RO)

Cariacica (ES)

Consórcio Bacia do Rio Corrente (MA)

Colatina (ES)

Itanhaém (SP)

Nova Iguaçu (RJ)

Timon (MA)

Consórcio Alto Sertão (BA)

Leia também:

[1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS CONCESSIONÁRIAS PRIVADAS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA (ABCIP). Panorama da participação privada na iluminação pública. Edição 2. São Paulo: ABCIP, 2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.