Valores e princípios do Manifesto Ágil

Após algumas catástrofes no planejamento e condução de projetos da indústria de software na década de 1990, aquele setor percebeu que as ferramentas usadas para gerenciar projetos de construção civil não se aplicavam a eles. Aliás, anos mais tarde, o próprio setor de construção civil começou a perceber que aquelas ferramentas não funcionavam bem nem para obras.

O resultado foi um consenso de práticas e direcionamentos que culminou num documento de 2001, o qual ficou conhecido como Manifesto Ágil. Na verdade, era um documento bem objetivo, direto e enxuto – assim como propunha seu próprio conteúdo. Ele exibia 4 valores e 12 princípios fundamentais para o incremento de eficiência e eficácia no desenvolvimento de projetos. Esses pontos se aplicam a praticamente qualquer projeto, e são especialmente relevantes para projetos complexos e de longo prazo de maturação.

São eles:

Valores

  1. Indivíduos, equipes e interações interpessoais são mais importantes que processos ou ferramentas.
  2. O produto precisa ser funcional, entregar o máximo de valor ao cliente no menor prazo possível.
  3. O desenvolvimento do projeto precisa permitir a colaboração do cliente, é mais que uma simples contratação de fornecimento. Portanto, envolve aspectos de negociação e foco no cliente.
  4. Responder a mudanças (inclusive internas ao projeto) é mais importante que seguir um plano. Adaptações no processo serão sempre necessárias, e é o caminho para a melhoria contínua.

Princípios

  1. Satisfazer o cliente.
  2. Mudar o requisito, se necessário.
  3. Entregar valor rapidamente.
  4. Pessoas são desenvolvedoras do negócio. Portanto, é necessário respeitá-las e desenvolvê-las.
  5. Motivação é fundamental, só assim haverá o ambiente para líderes de melhoria contínua.
  6. Máxima eficiência e eficácia na comunicação.
  7. Medida constante de progresso, o fluxo do processo deve trazer os problemas à tona, evidenciá-los.
  8. Desenvolvimento sustentável em sistemas puxados.
  9. Excelência técnica, bom design, qualidade e tecnologia confiável são condições indispensáveis.
  10. Simplicidade e eliminação de desperdícios. Foco no lead time.
  11. Melhores equipes são as autogeridas, que seguem os princípios de melhoria contínua.
  12. Massa crítica constante em busca de tornar o processo mais eficaz. Kaizen e melhoria contínua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.