A construção do futuro invisível

woman in gray long sleeve shirt sitting on bed reading book

Quem eventualmente pensa que a computação nasceu junto com os computadores modernos do século XX, se engana. A programação como um algoritmo em linguagem real de programação (atuais exemplos poderiam ser C++, Pascal, Java, Visual Basic, etc.), ou seja, uma sequência de instruções bem definidas, é muito mais antiga, sendo uma das pioneiras ocidentais o algoritmo de Euclides, na Grécia Antiga.

Da mesma forma, a criptografia, atualmente utilizada para protocolos de segurança na internet, veio bem antes do primeiro computador elétrico surgir. O Império Romano já se utilizava de códigos criptografados para a transmissão segura de mensagens, protegendo seu conteúdo caso caíssem em mãos inimigas, pois os mensageiros desconheciam seus protocolos de decodificação. Outro exemplo clássico de uso da criptografia é o da Alemanha na II Guerra Mundial, com o Enigma.

Aliás, exemplos não faltam: Teoria de Grafos, Königsberg (Prússia, século XVIII), Teoria de Euler, os milenares ábacos asiáticos, a máquina de calcular de Pascal (1642) e seu aperfeiçoamento até o advento das calculadoras eletrônicas da década de 1970, a idealização conceitual de um computador em 1833 por Charles Babbage, os cartões perfurados de Hollerith para o censo britânico, em 1887, entre muitos outros, são alguns exemplos disponíveis.

Nosso esforço profissional atual é só uma pequena parte da construção de um futuro que não podemos hoje conceber com nitidez. Boa parte das teorias matemáticas só foram aplicadas para fins práticos muitos anos, ou décadas, ou séculos, após a morte de seus idealizadores. A nós, cabe seguir trabalhando com a fé de que algum bom fruto será colhido pelas gerações futuras que não nos conheceram pessoalmente. Interromper os processos atuais não é uma opção para quem tem alguma consciência de coletividade humana.

Sigamos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.