Logradouros brasileiros e portugueses

O termo “logradouro” adquire sentidos distintos no Brasil e em Portugal. O logradouro brasileiro se refere a vias e espaços públicos, em geral usados como referencial de endereço: ruas, avenidas, rodovias, quadras, largos, travessas, etc.

Segundo José Lamas, doutor em Planejamento Urbanístico pela Universidade Técnica de Lisboa [1], em Portugal o logradouro se refere ao espaço privado do lote não ocupado por construções. Na cidade tradicional, o logradouro também se referia a “um resíduo, ou resultados dos acertos de loteamentos e de geometrias de ocupações dos lotes. Teve várias utilizações ao longo das épocas, desde a horta ou quintal até a oficina, garagem ou anexo, ou utilização colectiva em situações mais recentes, em sistema de condómino” [mantivemos a grafia original portuguesa]

Estes conceitos são importantes de se ter aclarados para a leitura de textos técnicos internacionais.

[1] LAMAS, José Maria Ressano Garcia. Morfologia urbana e desenho da cidade. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2000.

Leia também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.