O que se espera dos novos prefeitos

Neste ano mais de 5.500 prefeitos tomam posse no Brasil todo, parte deles por reeleição, outra parte pela primeira vez. O preocupante é se estão realmente preparados para isso, se possuem uma visão mínima do que seria um bom prefeito, não apenas para os próximos 4 ou 8 anos, e sim para uma escala temporal de cidade, a qual mede curto prazo em anos, médio prazo em décadas e longo prazo em séculos.

Será que são realmente estadistas? Será que sabem o real papel do prefeito? Sabem o que é um Plano Diretor? Sabem que além do representante de governo há também o papel de gestor de uma organização chamada prefeitura que exige muito mais que um líder corporativo?

Será que sabem que existem ferramentas poderosas do Estatuto da Cidade já consolidadas e prontas para serem usadas que podem transformar o espaço urbano, gerar qualidade urbana democrática, equânime e trazer ganhos para todas as partes, desde que se conheça uma forma de lidar com o mercado (coisa que quase nenhum prefeito sabe fazer)? Sabem o que é uma Operação Urbana? Sabe que há formas inteligentes de produzir muito se aproveitando do mercado, se apropriando da mais-valia urbana em mãos de empresas privadas?

Sabe que a função social da propriedade está prevista na Constituição? Sabe que resolver problemas urbanos e de habitação popular é uma obrigação, e não uma opção? Continue lendo “O que se espera dos novos prefeitos”