Por que não há bolha imobiliária no Brasil?


Quando o nível de preços de um determinado mercado sobe por um período de tempo até um ponto em que despenca repentinamente, em geral é resultado de especulação sobre um conjunto de ativos que o precificou muito acima de seu real valor de mercado. Isto é uma bolha.

Alguém disse, há um tempo, que o Brasil viveu uma “bolha de queda suave”. Você já viu uma bolha de sabão desinflar? Este comportamento não é de bolha. No caso de nosso mercado imobiliário isto acontece principalmente por dois motivos:

  1. Nosso déficit habitacional ainda é enorme, e existe mais mercado invisível que este indicador não aponta. Esta demanda constante acelera vendas quando o nível de preços se mantém ou cai, e mantém o patamar de precificação
  2. A elevação do nível de preços tem grande aderência à da renda no mesmo período, sugerindo que a precificação dos ativos não está descolada da realidade. O gráfico abaixo é bastante esclarecedor a este respeito (elaborado pelo Fipe/Zap)

Esse post foi publicado em administração, Arquitetura, dicas, finanças, jobs, notícias, política, textos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Por que não há bolha imobiliária no Brasil?

  1. O que acontece no fim do gráfico?

    • ricardo trevisan disse:

      Bernardo,

      No fim do gráfico os preços se estabilizam. Detalharemos isso num post que vai ao ar até 27 de setembro. Acompanhe o blog.

      Abraços,

      RT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s