Proteja seu dinheiro: Copom sinaliza novo cenário para o investidor


Última ata do Copom (reunião que manteve a Selic meta em 11% ao ano) sinaliza um possível pico, com eventual redução da taxa daqui a alguns meses, se a inflação cair. Se esse cenário realmente se realizar, o momento atual será lembrado como a hora ideal para aquisição de títulos pré-fixados, como as
LTN do Tesouro. Uma redução da inflação sem queda dos juros podem reverter o forte deságio dos títulos atrelados ao IPCA (leia-se NTN-B e afins). E a tendência para os atrelados à Selic (LFT) tenderiam a se desvalorizar no mercado secundário.
Observação: tudo isso se a inflação cair. Mas a baixa poupança, baixos investimentos e baixo crescimento do país reduzem a oferta agregada. Portanto, com crédito para a demanda, a tendência é que a inflação persista. Além disso, a redução da nota de crédito do Brasil deve forçar taxas de juros daqui para cima.

Esse post foi publicado em administração, dicas, finanças, jobs, notícias, política, textos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s