Princípios da administração, de Henri Fayol (1841-1925)


Vale a pena lembrar.

1. Divisão do trabalho: dividir em tarefas especializadas para indivíduos específicos.
2. Autoridade e responsabilidade: poder de dar ordens e dever de prestar contas.
3. Disciplina: tornar as expectativas claras para poder punir as violações.
4. Unidade de comando: cada agente, para realizar cada ação, só pode receber ordens de um único gestor.
5. Unidade de direção: esforços de todos devem ser convergentes para os objetivos da organização.
6. Subordinação do interesse particular ao interesse geral.
7. Remuneração justa do pessoal.
8. Centralização: único núcleo de comando centralizado, com capacidade de enfrentar suas responsabilidades e de perceber e lidar com a iniciativa dos subordinados.
9. Hierarquia: cadeia de comando escalar, mas recomendava também a comunicação horizontal. Diferentes chefes com autonomia para relações diretas, a chamada ponte de Fayol.
10. Ordem: um lugar para cada recurso, cada recurso em seu lugar para auxiliar a alta direção da organização.
11. Equidade: disciplina e ordem justas.
12. Estabilidade de pessoal: manutenção e desenvolvimento de equipes, evitar despesas com turnover.
13. Iniciativa: estimular liderados à iniciativa para solução de problemas.
14. Espírito de equipe (união): consciência e identidade de objetivos e esforços.

Está colocada a vidraça. Podem pegar os estilingues.

Esse post foi publicado em administração, dicas, jobs, política, textos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s